BCE anuncia aumento dos juros para julho e prevê mais inflação pela guerra na Ucrânia

Posted on

BCE anuncia aumento dos juros para julho e prevê mais inflação pela guerra na Ucrânia

Banco prevê agora que a inflação alcance 6,8% em 2022, 3,5% em 2023 e permaneça em 2,1% em 2024

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta quinta-feira (9) que elevará suas taxas de juros em julho, pela primeira vez em mais de 10 anos, e aumentou as previsões de inflação para a zona do euro, consequência da guerra na Ucrânia que “continuará pesando na economia”.

Ao mesmo tempo, a instituição também reduziu as previsões de crescimento do PIB para 2022 e 2023.

A instituição prevê agora que a inflação alcance 6,8% em 2022, 3,5% em 2023 e permaneça em 2,1% em 2024, ainda acima da meta de 2%, segundo as novas projeções publicadas em um comunicado após a reunião do comitê de política monetária.

Em março, nas previsões anteriores, o BCE projetava alta de 5,1% em 2022, 2,1% em 2023 e 1,9% em 2024.

Para enfrentar a inflação galopante, a instituição anunciou a primeira alta de juros em mais de 10 anos, prevista para julho.

Enquanto outros grandes bancos centrais já começaram a endurecer a política monetária, o BCE “deseja elevar as taxas de juros em 0,25% na reunião de julho”, antes de outro aumento em setembro, afirma um comunicado do conselho da instituição.

No que diz respeito ao PIB, o BCE prevê um crescimento de 2,8% em 2022 na zona do euro, antes de 2,1% em 2023 – as projeções anteriores eram de 3,7% e 2,8%.

“A agressão injustificada da Rússia na Ucrânia continua pesando na economia europeia”, enquanto “as pressões inflacionárias aumentaram e se intensificaram”, destacou a instituição.

AFP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.