Fechar

Ex-ministra de Macron é a primeira presidente do Parlamento na França

Ex-ministra de Macron é a primeira presidente do Parlamento na França

Braun-Pivet irá dirigir uma Assembleia onde a porcentagem de deputadas reduziu de 38,8% a 37%

Os deputados franceses escolheram nesta terça-feira (28) Yaël Braun-Pivet, até semana passada ministra do Ultramar do centrista Emmanuel Macron, como presidente da Assembleia Nacional (câmara baixa), sendo a primeira mulher a ocupar o cargo.

“Pela primeira vez na sua história, uma mulher presidirá a Assembleia Nacional. Parabéns, estimada Braun-Pivet”, tuitou o ministro de Relações com o Parlamento, Olivier Véran, antes do anúncio oficial do resultado da votação.

Sua eleição no segundo turno e depois da decisão dos deputados de extrema-direita de não participar da votação é sinal das dificuldades que a aliança centrista de Macron enfrentará para aprovar suas leis, depois de perder a maioria absoluta nas eleições legislativas de junho.

A Assembleia Nacional “carrega o rosto da França”, “os franceses exigem que trabalhemos juntos, que debatamos ao invés de brigarmos”, ressaltou Braun-Pivet em seu primeiro discurso ao assumir o cargo.

Diante de uma oposição liderada pela esquerda radical e pela extrema-direita, a advogada de 51 anos poderá explorar seu caráter cordial, atribuído a ela por seus colegas.

“Assumi o comando diante das crises, desde o terrorismo até à pandemia”, disse dias atrás, referindo-se a seus cinco anos à frente da Comissão de Leis da Assembleia, cargo de prestígio atribuído apenas a parlamentares experientes.

Braun-Pivet irá dirigir uma Assembleia onde a porcentagem de deputadas reduziu de 38,8% a 37%, situando a França no sétimo lugar em relação a paridade de gênero na União Europeia. Até o momento, nenhuma mulher presidiu o Senado francês.

AFP

Categorias:Notícias

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.